Diário: 

Estava aqui à vista
na janela 
com filtro 
mesmo ao lado
uma bolha que mais parecia uma nave.
Encontro-me em repouso
há muitos anos
como um ilhéu deserto.
Agora o caos geográfico 
é plano de osmose.
Procura as orelhas em pó,
esvoaça o semeador d’étincelles.
Num duelo noctívago
tentei contrariar o núcleo,
desmontar o contacto,
um abraço. 

Residência Chloé Reynès, Marco Pestana, Tiago de Sá, Pedro Januário
Linha de investigação – Vida do Campo 
3 a 12 de Julho, Campus Jardim das Pedras

fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.