Ser, Lucas Antunes

O tema (desta semana) simetrias faz-me pensar imediatamente no conceito eixo, como uma divisão e como uma fronteira. Começo então inevitavelmente a dividir conceptualmente o ser humano. Dessa reflexão não obtive um eixo de simetria, mas sim de assimetria e, portanto, é o que tento evidenciar durante este minuto através de uma abordagem abrangente e ambígua, expondo as características desse ser (para mim as essenciais) e as (supostas) antíteses que nele coexistem, questionando (ainda) se realmete o dividem ou se o tornam inteiro. Os três elementos compositivos: o corpo, o objeto e o espaço estão sujeitos, em si e através das suas relações, a todas as conotações simbólicas possíveis.
 Procuro o Cinema (algo que tendo sempre quando realizo estes planos) também experimentado as suas fronteiras entre a sua capacidade de captar o real e de gerar ilusão. 

Para uma melhor visualização seleccione a opção 1080p!

fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.